DOI: 10.5433/1981‐8920.2012v17n1p60 

 

POLÍTICA DE GOVERNO ELETRÔNICO EM
MOÇAMBIQUE: um olhar na perspectiva de uma cultura de
informação
POLÍTICA DE GOBIERNO ELECTRÓNICO EN MOZAMBIQUE:
una mirada desde la perspectiva de una cultura de la información

Adelio Dias- dedias671@yahoo.com.br
Doutorado em Ciência da Informação – UFMG
Técnico Superior do Centro Cultural Português do Instituto Camões em Moçambique
Marta Macedo Kerr Pinheiro – martapinheiro@eci.ufmg.br
Pós-doutorado em Ciências Sociais da Université Paul Sbatier – França
Professora e pesquisadora da Escola de Ciência da Informação
Universidade Federal de Minas Gerais

RESUMO
Introdução: Reflexão à possibilidade do uso da cultura de informação na política de governo
eletrônico em Moçambique, considerando a situação sociocultural do país.
Objetivo: Discutir a pertinência do conceito de cultura de informação na formulação e
implementação da política de governo eletrônico em Moçambique, enquanto subdomínio da
política de informação.
Metodologia: Revisão de literatura.
Resultados: No panorama moçambicano não há explicitação da informação governamental que
norteia os seus programas e ações, particularmente o projeto de governo eletrônico, e existe certa
fragilidade de recursos e estruturas de informação, reiterada pela ausência da inclusão, nas
políticas públicas de informação, dos aspectos inerentes às realidades socioculturais de
Moçambique.
Conclusões: A cultura de informação constitui um dos fatores preponderantes para o sucesso da
implementação da política de governo eletrônico, bem como a facilitação da apreensão por parte
dos cidadãos, devendo, nesse sentido, direcionar a construção de políticas de informação.
Palavras-chave
Cultura de Informação. Governo Eletrônico. Moçambique.

Inf. Inf., Londrina, v. 17 n. 1, p. 60 – 77, jan./jun. 2012.
http:www.uel.br/revistas/informacao/
           

60

Select target paragraph3